Número total de visualizações de página

sábado, 20 de abril de 2013

Crónica 16: "Inês Natura!"




E num pulinho a piolhita já tem 18 meses!!!

Já diz muitas outras palavras correctamente, (exemplos: Pão, Mão, Não, Então, Menina, Beijinho, Peixinho)
Percebe tudo, tudo, tudo (sobretudo se estamos a falar dela)
E faz birras medonhas, com direito aos contornos todos: desde bater o pé no chão, a berrar interruptamente :
“Nãoooooooooooooooo mamãaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!”
ao deitar-se no chão e fazer-se pesada para dificultar ferozmente a nossa vidinha!!

E honestamente quero lá saber quando as pessoas nos olham em tom reprovador, ou pensam: “Ai se fosse minha filha, levava já uma palmada!”

Porque ela é minha filha e tem todo o direito a reclamar e reagir quando se sente frustrada ou contrariada, assim como eu tenho o direito (e o dever) de não fazer sempre aquilo que ela quer, dizer-lhe: Não!, sempre que se justifica e não a deixar a ficar a viver para sempre no jardim, ou no baloiço (até porque entendo que ela gostasse, que eu a deixasse!).

E não, não lhe bato, mas pego-a ao colo, meto-a debaixo do braço e não ligo demasiado à coisa, ela às tantas ri-se porque lhe vou fazendo cócegas e lá percebe:
“Ora porra, ela tem mais força do que eu, agarrou-me outra vez e a fazer-me cócegas na barriga, enquanto me transporta, eu não consigo ficar zangada muito tempo!!”

E pronto, le drama c’est fini!!
Mamy wins!! : )))))

Ainda assim já percebeu que tem de esperar a vez dela para andar no baloiço, que tem de dar a vez aos outros meninos e que partilhar a bola, ou a boneca é uma óptima forma de fazer amigos!
Por isso mesmo sem espancar a minha filha sempre que ela faz uma birra, não me parece que se vá tornar uma sociopata!

Entretanto começamos agora, a prepararmos, para iniciar longas conversas e introspecções com o bacio!

Com efeito ela já diz, às vezes, quando faz xi-xi e cocó (que também já diz tão bem e com muita graça, porque repete ambas as palavras, sempre que o heróico acto acontece na fralda ,umas 10 vezes seguidas, bem ao estilo de sirene dos bombeiros em SOS).

Gosta do bacio, já foram devidamente apresentados, senta-se lá às vezes para dar comida ás bonecas, ou para desenhar no quadro magico, por isso a relação parece-me bem encaminhada!

Mas… (Sim, há sempre um mas…)

A bela, que antes fazia sempre o presente de manhã, agora resolveu fazer sempre o presente à tarde, no 2º passeio diário e na relva…

É lindo de ver a bela da Inês, no jardim, de cócoras, ante o espanto dos outros trausentes, a fazer força e em todo os seu esplendor a fazer cocó (graças a Deus na fralda, claro), com flores na mão e a dizer cocó-cocó-cocó-cocó-cocó-cocó!!!
Para que não restem duvidas da sua orgulhosa empreitada!!

Depois é vê-la correr e pular na relva, plena de felicidade e concretização!!

E claro que a pergunta surge na minha cabeça:
Será que vou ter de levar o bacio para o parque, para a habituar a fazer no bacio?”

Já estou a imaginar o filme todo, eu a entrar no jardim com a Inês numa mão e o bacio na outra…
Em vez de ensinar a minha filha a ir à casa de banho, ensino-a a ir à rua…
Oh Céus…

A verdade é que a Inês adora a natureza, o pássaros, as flores, os cheiros (os agradáveis, claro) e toda aquela liberdade inerente e deliciosa que está associada aos espaços abertos!!
Na rua é vê-la sempre a reparar em cada passarinho, em cada cão, em cada gato, em cada flor e ama correr na relva (como eu a compreendo!!! ) por isso quer estar em plena comunhão, até nos momentos mais delicados!

 E eu confesso, acho-lhe um piadão por isso e se ela tem uma costela Shrek muito vincada, ainda bem, pode ser que saia mais ao pai nesta parte que até gosta de acampar e fazer xixi na mata!!
E se tiver que andar de bacio de baixo do braço,quando vamos passear, olha... Que seja!!
:))

P.S. Ou então rendo-me e passo a andar com sacos de plastico...

Sem comentários:

Enviar um comentário